https://web.whatsapp.com/ https://web.whatsapp.com/

quarta-feira, dezembro 19, 2012

POLÍCIA: Trio invade casa de tenente da Rota e troca tiros em Mogi


Um homem foi preso após trocar tiros com um membro da Polícia Militar (PM), na manhã de ontem, em Mogi das Cruzes. Ele foi baleado duas vezes depois de tentar assassinar um tenente das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota), em um dos bairros da cidade.
O DS apurou que, por volta das 10 horas, três homens chegaram ao imóvel em que o membro da PM vive, no Conjunto Residencial do Bosque, em um Chevrolet Monza. Em seguida, o desempregado Michael Jonny Alencar Moreira, de 24 anos, invadiu a casa do policial enquanto o restante do bando dava cobertura do lado de fora.
Armado com uma pistola Taurus PT 380, Moreira arrombou um portão e uma das portas do imóvel. Entretanto, ele foi surpreendido na sala da residência pelo PM - que não teve a identidade revelada - e efetuou um disparo na direção do policial.
O tiro acabou atingindo o teto do cômodo. Logo em seguida, o policial revidou os disparos e o desempregado foi baleado em uma das pernas e no baço.
Mesmo ferido, o homem tentou fugir correndo e acabou sendo "abandonado" ferido no local pelos comparsas e se rendendo.
Membros do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) resgataram o indiciado e o encaminharam ao Hospital das Clínicas Luzia de Pinho Melo, onde ele passou por um procedimento cirúrgico e segue internado.
PLANO De acordo com a polícia, o trio planejava executar um PM na cidade. Eles teriam, inclusive, antes de invadir o imóvel do tenente, feito campana em, pelo menos, duas casas de policiais militares.
O atentado teria partido a mando de uma facção criminosa que atua dentro e fora dos presídios do Estado de São Paulo.
ARMA Com o desempregado, os policiais apreenderam a pistola utilizada no crime. A arma teria sido roubada de um empresário, no dia 18 de março, em São Paulo, e, agora, Moreira responderá também pelo crime de receptação.
FUGA Após o atentado, membros da corporação fizeram um cerco nos limites do município com Suzano e Itaquaquecetuba. Porém, nenhum dos dois comparsas do indiciado - identificados apenas como Anísio e Rogério - foram presos até o fechamento desta edição.
O incidente foi registrado no 2º Distrito Policial (2º DP Brás Cubas) da cidade e será investigado pela Polícia Civil, por meio de um inquérito policial.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

deixe seu comentário! faça valer sua opinião.

https://web.whatsapp.com/